Aumentando a quantidade de visitantes (qualificados) do seu website

Agora que você já sabe o que é Marketing de Conteúdo, veja como pode usá-lo para tornar sua empresa mais conhecida, criar empatia e credibilidade frente a possíveis clientes e parceiros e gerar mais negócios.

Antes de mais nada:

O que é um visitante ‘qualificado’?

Cada acesso feito ao seu website é uma visita. Cada pessoa diferente visitando o seu website é chamada de visitante. Um visitante ‘qualificado’ é aquele com potencial para se tornar um cliente e/ou um fã da sua empresa.

Ou seja, não adianta o seu website ter 1.000 visitantes por dia, se nenhuma dessas pessoas se interessa pelos seus produtos e serviços, pelo seu negócio ou por você! Seria como anunciar sua churrascaria em uma revista sobre culinária vegetariana.

Como funciona? Como aparecer no Google?

O objetivo é usar sua experiência em seu ramo de negócio e seu conhecimento sobre os clientes para produzir artigos que sejam interessantes e úteis a eles. Esses artigos serão publicados no website atualizável ou no blog da sua empresa.

À medida que os artigos forem compartilhados na Internet (em grupos, fóruns e blogs especializados e em redes sociais), eles serão “encontrados” pelo Google.

Os artigos encontrados serão processados pelo Google e sempre que uma pessoa pesquisar por frases ou palavras-chave presentes nesses artigos, seu website ou blog será exibido como resultado da pesquisa.

Pontos importantes

Quanto mais específicos e relacionados à área de atuação da sua empresa forem os artigos, mais “qualificados” serão os visitantes atraídos por eles.

Quanto mais úteis forem os artigos, maior credibilidade eles gerarão e mais referenciados e compartilhados, na Internet, eles serão.

Quanto mais referências e compartilhamentos “bons” existirem, mais relevantes esses artigos serão do ponto de vista do Google. Ou seja, maior a chance deles aparecerem nas primeiras posições dos resultados das pesquisas feitas no Google.

Pense que o conteúdo que você produz representa sua experiência e seu conhecimento. É o primeiro produto que as pessoas irão adquirir de você. A atenção dessas pessoas e o compartilhamento dos artigos são as formas de pagamento por esse conteúdo.

Sobre o que escrever?

Quais são as dúvidas mais comuns dos seus clientes sobre os produtos e serviços que você oferece?

Quais são os problemas mais comuns que os clientes enfrentam e as quais as medidas para resolver esses problemas?

Comece por aí. Ajude seus clientes e outras pessoas enfrentando as mesmas dificuldades!

Mais dicas

1. Tenha voz própria, um rosto, uma personalidade. A primeira coisa que pessoas “compram” é você. Fazemos negócios com pessoas nas quais acreditamos ou com as quais nos identificamos. Essa é a maior vantagem (e diferencial) dos pequenos negócios.

2. Use um domínio próprio. Você quer o suaempresa.com.br se torne relevante para o Google e não o facebook.com, o blogspot.com, o wordpress.com, o wix.com e etc.

3. Escreva do ponto de vista dos seus clientes. Não é sobre você. É sobre eles! Quando uma pessoa chega à sua loja física, você está mais preocupado em ajudá-la, para que a recomendação dela gere mais negócios, ou enfiar um panfletão na cara dessa pessoa? O mesmo serve para o seu website ou blog.

4. A divulgação dos artigos começa por você. Compartilhe os links em fóruns ou grupos específicos para o tema abordado. Publique-os na página do Facebook da sua empresa ou no seu perfil pessoal nas redes sociais. Use os artigos para ajudar outras pessoas, sempre que elas tiverem dúvidas.

Casos reais

Exemplos de profissionais e empresas usando a produção de conteúdo, em seus websites ou blogs, para atrair visitantes interessados nos produtos e serviços que eles têm a oferecer:

- BizRevolution – Marketing e vendas para pequenas empresas. Conheci o site da Biz por indicação de um amigo. O Ricardo Jordão faz um ótimo trabalho usando o conteúdo que ele produz para vender os produtos e serviços da própria Biz. Eu mesmo acabei cliente da BizRevolution Premium;

- Megacombo – Investimento em consórcio imobiliário. Se não me engano, comecei a conversar com o Fabrício em 2000 e pouco (2004?) porque frequentávamos a mesma lista de discussão. Depois, passei a acompanhar os artigos do Moeda Corrente e fechamos negócio na Megacombo. O Fabrício também faz um trabalho bem legal, escrevendo sobre Independência financeira através de investimento em consórcios;

- A Escrita nas Entrelinhas – Aperfeiçoamento da escrita e preparação para concursos públicos (interpretação de texto e redação). A Carla e eu temos um amigo em comum e ela, recentemente, tornou-se cliente da Onbiz. A quantidade de pessoas comentando no blog e querendo contratar a consultoria da Carla, fala por si só.

Também há muitos sites “gringos” que usam Marketing de Conteúdo e/ou tratam sobre o assunto e que eu gosto bastante. Como referência, aí vão alguns deles: Copyblogger, HubSpot, Buy Gitomer, Dukeo e Seth Godin.

 

Gostou deste artigo? Clique nos botões abaixo e compartilhe-o!

Leia também:

Daniel Henrique Alves Lima

Atualmente, dedico-me a ajudar pequenas empresas a começarem na Internet ou a melhorarem sua presença na web, através de seus sites e blogs, construindo uma boa e reputação online. Esta servirá para se aproximarem de seus clientes atuais e para alcançarem novos clientes, gerando mais negócios.

Saiba mais sobre mim no site da Onbiz ou acessando meu blog pessoal.

Mais posts

Siga-me:twitterlinkedin

2 comentários

Deixe um comentário


seis + 4 =