Seu site é em Flash? Isso pode estar matando o seu negócio…

É muito comum encontrar sites feitos inteiramente em Flash, especialmente os de pequenos negócios. Descubra se o seu site é um desses e conheça as desvantagens dessa tecnologia para os seus clientes e para você.

Identificando se o seu site é foi feito em Flash

1. Acesse o seu site;

2. Clique com o botão direito do mouse sobre o seu site e observe quais opções são exibidas. Procure clicar em partes e páginas diferentes do site. Se entre as opções exibidas aparecer um “Sobre o Adobe Flash Player XYZ”, como nas imagens a seguir, seu site foi feito em Flash.

 

Conhecendo as desvantagens

1. O visitante não consegue referenciar/acessar diretamente páginas importantes do seu site

Suponha que você tenha um escritório de arquitetura+design de interiores bem sucedido e que o site abaixo seja seu. Digamos que eu, como possível cliente, tenha gostado das fotos em “Apartamento para dois” e queira mostrar, para a minha namorada, o ótimo serviço que vocês fizeram nesse apartamento.

Como eu consigo o endereço direto para a página com as fotos, para enviar esse endereço para a minha namorada? Simples, eu não consigo. Se eu quiser mostrar esse trabalho específico, para qualquer um que eu conheça, a pessoa será obrigada a entrar na página principal do site e a “navegar” até a página das fotos novamente: Página principal > Português > 02 Os Nossos Clássicos > Apartamento para dois.

Com isso, tanto o visitante ficará inibido de falar sobre o trabalho de vocês quanto a pessoa que receber o link terá preguiça ou não conseguirá encontrar a informação. Veja o site abaixo, por exemplo:

Agora um site que não usa Flash. Repare como é mais simples, caso o visitante queira referenciar o trabalho feito no ambiente 20:

2. O visitante não consegue copiar e colar as suas informações de contato

Se o seu site foi feito em Flash, é provável que os textos não sejam “selecionáveis”. Isso significa que o visitante não consegue marcar o texto, clicar no botão direito do mouse e escolher “Copiar”. Percebe como isso é pouco práticos (e inconveniente) caso ele queira anotar o endereço do seu estabelecimento ou os telefones de contato?

Olhe a diferença: na imagem à esquerda, um site feito em Flash. Não imagem à direita, um site que não usa Flash.

E já que estamos falando sobre informações de contato, vale a pena mencionar que os números de telefone serão clicáveis em smartphones e tablets, desde que o site não use Flash. Abaixo fotos tiradas no iPad (tablet da Apple).

3. Seu site terá baixa visibilidade/acessibilidade no Google

Faça um pequeno teste: escolha textos que aparecem em seu site, acesse o http://www.google.com.br, digite alguns dos textos escolhidos, acrescente “site: seusite.com.br” à pesquisa e clique em “Pesquisar”. Esse “site:” é apenas para teste, para indicarmos ao Google que só queremos verificar as páginas em um determinado site ou conjunto de sites.

O que você vê? Caso apareçam alguns links, clique neles. O que você vê?

Veja abaixo o que acontece ao fazer esse teste em um site desenvolvido em Flash. Repare que são exibidos só 2 links (primeira imagem), no primeiro link a página não é carregada corretamente (segunda imagem) e o terceiro link é o da página principal, não o da página de contato.

E o resultado ao fazer o mesmo teste em um site que não usa Flash. Veja os links exibidos (primeira imagem). O primeiro link leva direto à página de contato, que era o que o visitante estava buscando.

 

O problema dos sites em Flash é que a ferramenta de busca do Google não processa muito bem as informações nesse tipo de site. É possível “ajudar” a ferramenta, mas a maioria dos desenvolvedores não faz isso. Quando o Google consegue encontrar os textos no site (às vezes nem isso é possível), os link criados enviarão o visitante para a página inicial do site ou para um trecho em Flash que não carregará corretamente (o que acontecia no primeiro exemplo acima).

 4. Sites em Flash não funcionam no iPhone e no iPad (smartphone e tablet da Apple) e deixarão de funcionar em outros smartphones e tablets

Basicamente, o Flash está morto para smartphones e tablets. Leia as notícias logo abaixo:

- “Adobe desiste de Flash para Android e se concentra em games e 3D no PC”;
- “Android deixa de suportar padrão Flash e inicia migração para o HTML5″;
- “Flash deixará de existir em Androids no dia 15 de agosto”

Por que você deveria se preocupar com isso? Porque é cada vez maior o número de pessoas que usam celulares e tablets para navegar pela Internet. Quando usarem para encontrar o endereço ou telefone do seu estabelecimento, em seu site, e este não funcionar, o que você fará?

Ah, seu website não foi feito em Flash?

Sites compostos apenas por imagens ou sites extremamente “dinâmicos” apresentam muitos dos mesmos problemas que os sites feitos em Flash:

1. O visitante não consegue referenciar/acessar diretamente páginas importantes do seu site;
2. O visitante não consegue copiar e colar as suas informações de contato;
3. Seu site terá baixa visibilidade/acessibilidade no Google.

Por isso, esteja atento!

O que fazer agora?

Na maior parte dos casos, seu site em Flash pode ser convertido para um site usando tecnologias mais adequadas e “amigáveis”: HTML + CSS + JS. Se o desenvolvedor do seu site não souber fazer isso ou se você ainda não tiver alguém de confiança para o trabalho, fale conosco. Esse é um dos serviços realizados pela Onbiz.

E não se esqueça de Assinar a nossa Newsletter, para continuar a receber os nossos artigos e a manter-se informado!

Leia também:

Daniel Henrique Alves Lima

Atualmente, dedico-me a ajudar pequenas empresas a começarem na Internet ou a melhorarem sua presença na web, através de seus sites e blogs, construindo uma boa e reputação online. Esta servirá para se aproximarem de seus clientes atuais e para alcançarem novos clientes, gerando mais negócios.

Saiba mais sobre mim no site da Onbiz ou acessando meu blog pessoal.

Mais posts

Siga-me:twitterlinkedin

Nenhum comentário

Deixe um comentário


oito + = 15