Conheça melhor os seus clientes

Público Alvo

Existe uma maneira melhor de conhecer o seu cliente do que perguntando a ele tudo o que você precisa saber? Então conheça algumas ferramentas de Internet que podem ajudá-lo a fazer as perguntas certas (e obter respostas), sem gastar nenhum tostão e sem incomodar os seus clientes:

 

Página do Facebook

Imagine se existisse um lugar “mágico”, no qual as pessoas pudessem se reunir e falar sobre o que gostam ou não no seu negócio. Ou onde elas pudessem conhecer melhor a(s) pessoa(s) que estão por trás da sua empresa: você, por exemplo. Não seria interessante conseguir colher opiniões imediatas sobre os produtos e serviços que você oferece? Ou detectar oportunidades para a criação de novos produtos? Ou aprender o que poderia ser melhorado no seu atendimento?

Pois é. Na Internet, existem vários desses locais “mágicos”. Falemos de um deles em particular: a sua página do Facebook. Para empresas e profissionais liberais, a sua página do Facebook é o “point” (local) no qual os usuários do Facebook podem se reunir para obter informações sobre o seu negócio e, ainda mais importante, onde os usuários podem falar sobre ele: perguntar, comparar, reclamar, elogiar e etc.

E você? Já tem uma página do Facebook para o seu negócio? Então aprenda a criar essa Página ou entenda os motivos pelos quais a sua empresa deve preferir uma Página a um Perfil do Facebook. Mas faça um favor a mim, aos seus clientes, aos fãs da sua empresa e a si mesmo: não seja um propagandista! Não use sua página para falar sobre você e sobre o seu negócio o tempo todo. Isso costuma ser muito chato.

É sobre os seus clientes e não sobre você. Publique conteúdo referente à sua área de atuação e relevante ao seu cliente. Faça perguntas e comentários inteligentes, que permitam que você conheça melhor os clientes e os fãs da sua empresa. Trate bem a todos: os fãs podem não ser seus clientes, mas são pessoas que se identificam com o seu negócio e que, através da divulgação, ajudam você.

Também é muito importante que você saiba quando fechar a boca, ouvir o que as pessoas têm a dizer e abrir a boca novamente para responder. Mostre que você se importa e que não é só outro idiota tentando vender a qualquer custo!

De quebra, se você optou pela página do Facebook (se estiver usando um Perfil para o seu negócio, veja como convertê-lo), ainda tem acesso a estatísticas como as abaixo, que te darão uma visão geral do perfil dos clientes e fãs de sua empresa e de clientes em potencial:

Perfil dos Fãs da Página do Facebook

Google Analytics

Você já tem um website para o seu negócio? Não? Então, saiba por que você precisa de um website agora!

É comum, para quem tem website há algum tempo, reclamar de coisas como “meu website não dá retorno” ou “ninguém visita meu website”. Bom, para essas pessoas, eu pergunto:

1. Essas informações se baseiam em números e fatos ou você as tirou da cartola?
2. Você conhece os seus clientes? E os visitantes do seu site? Sabe de onde eles são? Por quais páginas eles costumam navegar ou qual é o tipo de informação que mais interessa a eles? E como eles chegaram até o seu website? O website foi pensado e feito para eles ou foi feito para você e para massagear o seu ego?

Pois saiba que o Google Analytics pode ajudar você a responder todas essas perguntas (e de graça)! O que é ainda melhor: você pode usar as respostas para decidir como modificar o website de sua empresa, tornando-o mais útil aos visitantes e aumentando o número de acessos.

Por exemplo, a imagem a seguir contém informações obtidas no Google Analytics, para o site e do blog da Onbiz. Observando os números abaixo, percebe-se que as páginas do blog da empresa são muito mais acessadas do que as páginas “institucionais” (quem somos, o que fazemos, etc e etc), confirmando-se a máxima de que “conteúdo é rei”.

Google Analytics

Para usar o Google Analytics, você precisará acessar http://www.google.com/intl/pt-BR/analytics/, cadastrar-se, criar um perfil para o seu site e incluir um trecho de código semelhante ao abaixo, em todas as páginas do site:

<!–script type=”text/javascript”>

  var _gaq = _gaq || [];
  _gaq.push(['_setAccount', 'UA-codigo-seusite']);
  _gaq.push(['_setDomainName', 'seusite.com.br']);
  _gaq.push(['_trackPageview']);

  (function() {
    var ga = document.createElement(‘script’); ga.type = ‘text/javascript’; ga.async = true;
    ga.src = (‘https:’ == document.location.protocol ? ‘https://ssl’ : ‘http://www’) + ‘.google-analytics.com/ga.js’;
    var s = document.getElementsByTagName(‘script’)[0]; s.parentNode.insertBefore(ga, s);
  })();

</script–>

Caso queira aprender um pouco mais sobre o Google Analytics ou sobre como usar as informações disponíveis nele, assista ao seguinte vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=sHicqn5fcn4&sns=em

 

 

Não gostou deste artigo? Então fale conosco ou visite nossa página do Facebook e diga por que você não gostou e o que você espera encontrar nos próximos artigos.
É claro que também gostamos de receber elogios ou sugestões :-) , então não deixe de enviá-los!

Leia também:

Daniel Henrique Alves Lima

Atualmente, dedico-me a ajudar pequenas empresas a começarem na Internet ou a melhorarem sua presença na web, através de seus sites e blogs, construindo uma boa e reputação online. Esta servirá para se aproximarem de seus clientes atuais e para alcançarem novos clientes, gerando mais negócios.

Saiba mais sobre mim no site da Onbiz ou acessando meu blog pessoal.

Mais posts

Siga-me:twitterlinkedin

Nenhum comentário

Deixe um comentário


7 + = doze