Proteja-se dos hoaxes (as lendas da Internet)

Email Importante

Quem nunca recebeu um e-mail de título (assunto) bastante chamativo e de conteúdo chocante/revelador, escrito usando fontes garrafais e coloridas e com muitos pontos de exclamação?

Bom, se você recebeu um e-mail semelhante ao descrito, mesmo que ele tenha vindo de uma pessoa de confiança, há boas chances de você estar diante de um hoax, também chamado de pulha virtual, lenda, folclore, mito ou boato de Internet.

Mas o que é um hoax?

A palavra “hoax” pode ser traduzida como trote ou embuste. Na prática, o hoax (ou internet hoax) é uma mensagem falsa, mas divulgada como verdadeira, através de e-mail ou de textos/imagens nas redes sociais. As duas funções mais comuns desse tipo de mensagem são desinformar e sobrecarregar servidores pelo compartilhamento massivo dessa mensagem.

Quando suspeitar da mensagem recebida?

Os hoaxes (plural de hoax) costumam ter títulos que despertam a atenção ou a curiosidade do leitor. São títulos chamativos ou alarmistas.

A mensagem do hoax é fabricada para ser sensacionalista, apelar para o lado sentimental do leitor e induzi-lo a compartilhar a mensagem com o maior número possível de pessoas. Outras características desse tipo de mensagem são:

1. Citar fontes oficiais ou autoridades, mas de forma a dificultar que o leitor verifique a veracidade das informações;

2. Usar fontes de tamanho variados (muitas vezes enormes) e coloridas;

3. Sublinhar os trechos mais sensacionalistas ou escrevê-los usando apenas letras maiúsculas;

4. Usar vários pontos de exclamação ao final das frases;

Todavia, muitas das estratégias citadas acima, e adotadas pelos hoaxes, são estratégias de marketing e não devem ser consideradas isoladamente para identificar o hoax. O que diferencia o hoax é que a mensagem transmitida é fabricada e falsa, mas divulgada como se fosse verdadeira.

Como identificar os hoaxes?

A melhor forma é verificando a autenticidade da mensagem:

1. Escolha algumas palavras-chave e consulte o Google. Se entre as palavras-chave você incluir as palavras hoax, lenda ou mito, pode aumentar suas chances de encontrar algum texto “desmacarando” a falsa mensagem;

2. Consulte as fontes oficiais ou as autoridades citadas na mensagem. Nesse passo, o importante é não usar as informações de contato fornecidas na mensagem. Se a mensagem citar a Folha de São Paulo, por exemplo, acesse o site oficial da Folha, procure por informações lá ou entre em contato com a Folha através dos canais oficiais. Jamais use os links, telefones ou endereços de e-mail divulgados na própria mensagem;

3. Procure pela falsa mensagem em sites especializados nesses mitos de Internet. Alguns deles:

- www.quatrocantos.com (ou www.quatrocantos.com/lendas/index.htm);

- www.e-farsas.com;

- http://urbanlegends.about.com (ou http://urbanlegends.about.com/od/internet/u/current_netlore.htm).

Medidas preventivas e de combate

1. Suspeite de mensagens sensacionalistas e cheque a veracidade das informações através dos meios citados anteriormente;

2. Na dúvida, não compartilhe. Sim, eu sei que isso contraria a natureza humana, mas se você não encontrou informações oficiais e de fontes confiáveis (blogs pouco conhecidos não são fontes confiáveis) que comprovem a mensagem, não a espalhe. Não a espalhe nem com um aviso dizendo que você não tem certeza da veracidade das informações. Guarde a mensagem até tê-la confirmado ou, simplesmente, apague-a.

Lembre-se que o intuito do hoax é desinformar e fazer isso da forma mais rápida possível. Ou seja, a mensagem é escrita de maneira a se aproveitar da ingenuidade ou da bondade das pessoas (e de um pouco da preguiça delas também), induzindo-as a compartilhar a mensagem. Se você compartilha uma mensagem dessas, está servindo como ferramenta nas mãos de pessoas mal-intencionadas. Não faça isso. A Internet e a humanidade agradecem.

 

Se você recebeu um hoax e já encontrou links para fontes oficiais que desmascaram essa pulha de Internet, entre em contato conosco através de nossa página do Facebook ou de nossa página de contato. Estamos catalogando alguns desses boatos de Internet e publicaremos artigos sobre eles, esclarecendo-os e ajudando outras pessoas a identificá-los.

 

Leia também:

Daniel Henrique Alves Lima

Atualmente, dedico-me a ajudar pequenas empresas a começarem na Internet ou a melhorarem sua presença na web, através de seus sites e blogs, construindo uma boa e reputação online. Esta servirá para se aproximarem de seus clientes atuais e para alcançarem novos clientes, gerando mais negócios.

Saiba mais sobre mim no site da Onbiz ou acessando meu blog pessoal.

Mais posts

Siga-me:twitterlinkedin

Nenhum comentário

Deixe um comentário


um + = 6