O básico: domínio, website e hospedagem

Servidores

O que é um domínio de Internet? Como registro o www da minha empresa? O que é hospedagem? Como ter um site? O que é um servidor? O que é provedor de hospedagem?

Sim, essas são questões muito comuns. Sim, eu sei que toda vez que você faz uma pergunta dessas, alguém responde com um blá blá blá infinito (expressão criada e patenteada por mim)

Tem como simplificar?

Claro! A melhor forma é através de analogias, ou seja, comparando com situações e exemplos que a maioria das pessoas conheça.

Mas antes, a base de tudo:

1. Registrar um domínio de Internet ou registrar o www equivalem à mesma ação, que será explicada a diante. O domínio ou nome de domínio é a porção final nos endereços de Internet. Por exemplo, em http://www.onbiz.com.br ou em http://onbiz.com.br/blog, o domínio é onbiz.com.br;

2. Website, site, saite e sítio são apenas formas distintas de, nesse contexto de Internet,  escrever ou falar a mesma coisa: ‘site’ (que pode ser interpretado como “lugar”) é uma redução comum da palavra ‘website’; ‘Saite’ é a pronúncia de ‘site’ ou a sua forma aportuguesada; E, por fim, ‘sítio’ é outra tradução possível para ‘site’.

Que venham as analogias (duas para que possa escolher a que achar mais simples)!

Se criar um website fosse como abrir uma empresa

Bom, se você já precisou abrir uma empresa, essa analogia é para você! Para facilitar, vamos ignorar o fato de que as empresas também podem ter Nome Fantasia e que ele pode diferir totalmente da Razão Social e tratemos Razão Social e Nome Fantasia como uma coisa só.

Um dos passos para a abertura de uma empresa é verificar, junto aos órgãos responsáveis, se já há outras empresas com a mesma Razão Social que a escolhida. Normalmente, o contador faz essa verificação e um dos órgãos consultados é a Junta Comercial do Estado. Se a Razão Social escolhida não estiver em uso, ela será registrada para a sua empresa.

Nesse caso, o domínio equivale à Razão Social, mas na Internet. É o nome pelo qual você ou sua empresa será conhecida e encontrada. O órgão consultado e responsável por manter todos os nomes dos domínios, em território nacional, é o Registro BR (http://registro.br). Se o nome de domínio escolhido não estiver em uso, ele será registrado para você.

Com a empresa criada, digamos que você alugue um espaço comercial: uma sala, uma casa, um balcão ou o que quer que seja. Depois, você comprará mobília e equipamentos e contratará funcionários, que ficarão nesse espaço alugado. Eles serão a sua empresa.

O mesmo se aplica ao servidor, à hospedagem e ao website: O website é composto por um conjunto de arquivos e programas que, nessa comparação, correspondem à mobília, aos equipamentos e às pessoas. Para guardar esses arquivos e executar esses programas, você precisa de um espaço “físico” ou, dito de outra forma, precisará de um espaço para “hospedar” seus arquivos e programas. Tal espaço fica em um computador chamado de servidor. O valor do aluguel desse espaço é o custo ou valor da hospedagem. O proprietário desse espaço é o provedor de hospedagem.

Da mesma forma que uma empresa (composta por pessoas, equipamentos e mobília) pode mudar de espaço comercial, um website (composto por programas e arquivos) também pode mudar de hospedagem ou de provedor de hospedagem.

Se criar um website fosse como comprar uma casa

A analogia da abertura de empresa não foi o suficiente? Ela é a minha preferida, por ser a mais completa, mas tentemos outra.

Digamos que você tenha comprado uma casa. Para que ela fique oficialmente em seu nome, você precisará se registrar como proprietário do imóvel, através dos serviços de um Cartório de Registro de Imóveis. A casa será sua e mais ninguém poderá ser registrado como proprietário daquele endereço.

O mesmo serve para o domínio: para que ele fique em seu nome, você precisará se registrar como proprietário do domínio, através dos serviços do Registro BR (http://registro.br). Feito o registro, ninguém mais poderá ter um domínio com o mesmo endereço (nome de domínio).

Legalizada a situação da casa, você já pode decorá-la, mobiliá-la e, depois, mudar-se definitivamente. No entanto, ainda haverá despesas mensais, pelo acesso à infraestrutura, como energia elétrica, água encanada, esgoto e etc. Esses valores serão pagos à Prefeitura, sob a forma de impostos, e aos fornecedores dos respectivos serviços.

Nesse contexto, o website corresponde à casa e a tudo o que está dentro dela: mobília, eletrodomésticos e até mesmo você. A hospedagem é a infraestrutura necessária para que a sua casa “funcione”. O valor da hospedagem será pago ao fornecedor desse serviço que, no caso, é o provedor de hospedagem.

Resumindo tudo e falando difícil (ou não)

1. O domínio de Internet é o nome ou endereço único, na Internet, da sua empresa ou seu próprio (caso seja um profissional liberal). É o seudominio.com.br;

2. O website é composto por um grupo de arquivos e programas que ficam guardados e executam em algum lugar, ou seja, que ficam hospedados em algum lugar;

3. O servidor é o computador no qual o seu website está hospedado. Quando alguém acessar www.seudominio.com.br, o servidor será o responsável por executar os programas necessários e enviar, ao visitante, os textos, imagens e vídeos do site;

4. Provedor de hospedagem é a empresa a qual o servidor pertence. É pelo uso desse servidor que se paga o valor da hospedagem.

E alguém precisa de serviços profissionais para isso?

Eu sempre quis responder essa pergunta fazendo outras perguntas :-)

Usando a analogia da abertura da empresa: você alugaria qualquer imóvel comercial, compraria mobília fabricada por qualquer pessoa ou equipamentos de qualquer fornecedor? Teria, como funcionário, uma pessoa qualquer, sem as qualificações necessárias?

O mesmo vale para a analogia da casa: compraria qualquer casa, construída de qualquer forma, por qualquer pessoa e em qualquer lugar? Você a decoraria ou a mobiliaria usando artigos de segunda ou de terceira categoria?

Então, por que construir e hospedar seu website ou o da sua empresa com qualquer um? Bom, como quase tudo na vida, a escolha é sua e as consequências também.

A Onbiz faz o quê mesmo?

Tudo. Da criação de seu website à hospedagem dele em nossos servidores. É altamente indicada para aqueles que querem ou que precisam da ajuda de profissionais, que gostariam de ser bem atendidos, que não dispõem de tempo e que preferem não se preocupar com todos os detalhes técnicos envolvidos nesses processos.

 

Ah, e aproveite para ler os nossos artigos sobre a importância de ter um domínio próprio ou sobre como cadastrar o seu negócio na listagem de negócios locais do Google! Já os leu? Então verifique os Tópicos mais recentes do Blog ou use a Busca para pesquisar por artigos de seu interesse. Tenho certeza de que encontrará um ou mais artigos escritos especialmente para você. Boa leitura!

Leia também:

Daniel Henrique Alves Lima

Atualmente, dedico-me a ajudar pequenas empresas a começarem na Internet ou a melhorarem sua presença na web, através de seus sites e blogs, construindo uma boa e reputação online. Esta servirá para se aproximarem de seus clientes atuais e para alcançarem novos clientes, gerando mais negócios.

Saiba mais sobre mim no site da Onbiz ou acessando meu blog pessoal.

Mais posts

Siga-me:twitterlinkedin

Nenhum comentário

Deixe um comentário


dois + 9 =